Endoscopia Digestiva

Esta é uma técnica simples e bastante segura, e permite realçar a mucosa de diferentes órgãos do corpo.
Endoscopia-digestiva-eda

Endoscopia Digestiva

A Endoscopia Digestiva é um procedimento médico razoavelmente simples, que permite ao médico observar o interior do corpo sem realizar grandes cirurgias. O endoscópio é um tubo flexível e longo, que possui uma lente em uma extremidade e uma câmera de vídeo na outra.

A extremidade com a câmera de vídeo é inserida no paciente. Uma luz passa pelo tubo (através de feixes de fibras ópticas) para iluminar a área a ser vista pelo médico especialista, e a câmera amplia a área e a projeta em uma tela de televisão para que o médico possa ver o que está lá, podendo analisar detalhadamente. Geralmente, o endoscópio é inserido através de uma das aberturas naturais do corpo, como boca, uretra ou ânus.

Dr. Olavo Filho é especialista em Endoscopia Digestiva, tendo sido aprovado pela Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED).

Junto à Endoscopia Digestiva, existem duas tecnologias que podem ser associadas à técnica para ajudar no diagnóstico: Cromoscopia Digital e Magnificação de Imagens.

Magnificação de Imagens Rondônia

Magnificação de Imagens

A Magnificação de Imagens aumenta o poder de detecção de doenças e anomalias, como cânceres, ajudando e permitindo identificar lesões, pois dificilmente seriam percebidas e identificadas em endoscópios tradicionais. Veja mais…

Cromoscopia Digital Rondônia

Cromoscopia Digital

A Cromoscopia Digital consiste na aplicação de agentes que realçam a superfície da mucosa gastrointestinal, pois assim permitem que haja uma melhor avaliação da mucosa do intestino durante a realização da endoscopia.  Saiba mais…

Endoscópios são projetados a ​​para executar procedimentos cirúrgicos simples, como:

  • Remoção de pedras do ducto biliar;
  • Localização e remoção de objetos estranhos dos pulmões e trato digestivo;
  • Localização, amostragem ou remoção de tumores dos pulmões e trato digestivo;
  • Biópsia – Coleta de pequenas amostras de tecido para fins de diagnóstico;
  • Colocação de tubos através de bloqueios no duto biliar, esôfago, duodeno ou cólon.

O Procedimento de Endoscopia

O procedimento exato usado depende do tipo de endoscopia e escolha da anestesia. Você pode ter sedação ou anestesia geral.

Assim o endoscópio é inserido através de uma abertura natural. Desta forma o médico pode simplesmente fazer um diagnóstico. Eles também podem coletar uma amostra de tecido (biópsia) para análise posterior em laboratório, já que as informações se encontram visíveis ao especialista.

Seu médico pode realizar pequenas cirurgias ao mesmo tempo. Por exemplo, eles podem colocar um stent através de um tumor obstrutivo ou remover uma pedra de um ducto biliar. Quando a endoscopia é concluída, o endoscópio é removido, já que os resultado já foram obtidos.

Questões Médicas

Dependendo da condição sob investigação, algumas endoscopias podem ser realizadas na cirurgia do médico. Outros precisam de uma visita ao hospital ou centro de cirurgia e podem exigir anestesia geral.

As Endoscopias Digestivas geralmente não causam dor, mas ainda podem causar certo desconforto. Comparada com o estresse experimentado pelo corpo em um procedimento cirúrgico, a endoscopia é simples, de baixo risco e com boa relação custo-benefício.

Outras vantagens da Endoscopia Digestiva:

  • Recuperação rápida;
  • Não deixa cicatriz, pois é usada uma abertura natural do corpo;
  • Tempo reduzido de internação. Não é necessário muito tempo no hospital, pois o procedimento é realizado nas salas dos médicos.

Antes da realização da Endoscopia Digestiva, seu médico conversará com você sobre seu histórico médico, incluindo alergias e medicamentos atuais. Já que esses fatores podem ter influência na operação.

Possíveis Complicações da Endoscopia Digestiva

As possíveis complicações da incluem:

  • Reação alérgica à anestesia;
  • Perfuração de um órgão;
  • Sangramento excessivo (hemorragia);
  • Infecção;
  • Inflamação do pâncreas.

Alternativas à Endoscopia Digestiva

As principais alternativas à endoscopia são radiografias para procedimentos de diagnóstico ou cirurgia aberta para procedimentos de tratamento.

O diagnóstico do intestino pode ser feito pela deglutição do contraste radiológico (bário) ou pela passagem para o reto.

Desvantagens dos procedimentos de raio-x:

  • Nenhuma biópsia pode ser feita para o diagnóstico do tecido;
  • Um gosto ou desconforto desagradável;
  • Um procedimento terapêutico, como a remoção de um tumor não pode ser realizado ao mesmo tempo.

Para procedimentos de tratamento, em vez de acessar as aberturas naturais do corpo, a cavidade abdominal (por exemplo) é aberta usando um corte grande.

As desvantagens da cirurgia aberta incluem:

  • Aumento do risco de complicações, incluindo infecção, pois há exposição dos tecidos;
  • Maior permanência hospitalar, pois o risco se torna maior;
  • Tempo longo de recuperação;
  • Cicatrizes comparativamente extensas.

Agende uma consulta

Compartilhar nas redes

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Agende seu horário

Deixe seus dados e uma data disponível para agendamento que a nossa equipe entrará em contato para confirmar uma avaliação.